TudoSobreTudo

domingo, 26 de julho de 2015

Delação de Ricardo Pessoa encorajou amigo de Lula


O dono da UTC, 16º colaborador da Lava Jato, é próximo de Léo Pinheiro, o executivo da OAS que conhece os segredos do ex-presidente

Léo Pinheiro, diretor afastado da OAS
Léo Pinheiro, diretor afastado da OAS(Beto Barata/Estadão Conteúdo)
A delação feita pelo empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, encorajou o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro a oferecer-se para negociar um acordo semelhante com o Ministério Público. Pinheiro e Pessoa são amigos. Estudaram juntos e trabalharam no mesmo período na construtrora Odebrecht. Em maio, Pessoa tornou-se o 16º delator da Lava Jato.
Apontado pelos investigadores como o chefe do grupo que durante a última década operou o maior esquema de desvio de dinheiro público da história do país, o dono da UTC revelou, entre outras coisas, ter sido pressionado por Edinho Silva a dar 7,5 milhões de reais à campanha de reeleição de Dilma Rousseff. Ele entregou à Justiça dezenas de planilhas com movimentações financeiras, manuscritos de reuniões e agendas que fazem do seu acordo de delação um dos mais contundentes e importantes da Operação Lava Jato.
Agora, seu amigo Léo Pinheiro decidiu fazer o mesmo. Como revelou reportagem de VEJA desta semana, o executivo da OAS, atualmente em prisão domiciliar, está disposto a fornecer à Justiça provas de que o ex-presidente Lula sabia do esquema de corrupção na Petrobras e se beneficiou dele. As tratativas para o acordo de delação estão sendo feitas na Procuradoria Geral da República em Brasília porque as revelações do executivo incluem, além do ex-presidente, políticos detentores de foro privilegiado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário