TudoSobreTudo

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Descubra o tom de loiro ideal para seu cabelo

Cada tom de pele requer um loiro diferente, veja as dicas do especialista para escolher o certo


As mulheres adoram mudar o estilo. E quando pensam nisso, a primeira coisa a que recorrem são os cabelos, seja para um novo corte ou uma nova cor. Os tons de loiro são os preferidos nas ruas e nos salões. Mas se engana quem pensa que eles só combinam como as peles mais claras. “Isso não tem nada a ver”, afirma a hairstylist Viviane Siqueira, do Pierre Louis Coiffeur, no Rio de Janeiro.
“Basta escolher o tom certo e a melhor técnica, de acordo com o tipo de pele e o corte de cabelo. Mesmo quem em a pele mais clara precisa saber o que fica melhor, pois o loiro deve iluminar o rosto e não apagá-lo. Para as morenas que desejam se tornar loiras, sugiro que comecem com algum tipo de mecha para ir clareando os fios aos poucos e se adaptando à nova cor”, diz Viviane.
Em todos os casos, o primeiro passo é descolorir os fios, para depois colori-los novamente. Como em todo processo químico, o cabelo acaba sendo prejudicado.
“O processo de descoloração sempre agride um pouco o cabelo, por isso o profissional deve ser muito bem escolhido, para que o procedimento seja feito da forma correta, deixando os produtos agirem no tempo certo nos cabelos, de forma a danificar o mínimo possível. Para quem for colorir em casa, é preciso ter muita atenção às instruções e respeitar sempre o tempo da química no cabelo”, orienta.

Acerte no tom

Não existe regra fixa, mas sim diferentes nuances da cor que valorizam mais a aparência, de acordo com cada tom de pele:
  • Para peles branquinhas: louro claro ou muito claro irisado e o louro pérola.
  • Para peles rosadas: louro muito claro acinzentado, muito claro cinza profundo ou cinza dourado.
  • Para peles mais amareladas: louro claro dourado, natural dourado ou escuro dourado.
  • Para peles morenas claras: louro claro ou escuro natural frio.
  • Para peles morenas escuras: louro claro ou escuro dourado acobreado e o escuro dourado irisado.
  • Para peles mulatas ou negras: louro acinzentado, louro escuro cinza profundo ou louro escuro acinzentado.

Conheça cada técnica

Além das tonalidades, existem também diferentes técnicas que criam vários efeitos. Uma das mais conhecidas são as luzes, indicadas para quem quer um leve clareamento nas pontas. “Elas podem ser feitas em qualquer tipo de cabelo e são mais discretas, mais finas, e normalmente não são tão claras, podendo ressaltar o contorno do rosto para valorizá-lo e iluminá-lo”, explica a hairstylist.
Também muito conhecida, a balayage é a técnica perfeita para as mulheres que vivem bronzeadas e não abrem mão do sol. É feita uma uma combinação de loiros quentes e frios, em mechas espalhadas aleatoriamente no cabelo.
Outra técnica que está em alta são as mechas californianas, em que a raiz é excluída e os fios são puxados do meio para as pontas, marcando bem as mechas loiras para dar um efeito de queimado de sol. São ideais para destacar o corte e acentuar o movimento e podem ter um efeito mais sutil, como o chamado sunkiss, para quem quer dar apenas uma clareadinha nas pontas, ou o ombré hair, em que as mechas são clareadas em diferentes tons de loiro.
Semelhantes às mechas californianas, as mechas texanas são feitas somente ao longo da extensão do cabelo, mas também excluindo a raiz. “A aplicação faz um degradê, começa mais forte nas pontas e vai subindo os fios, mas o loiro também pode ficar mais marcado durante toda a extensão da mecha, vai depender de como a cliente quer”, explica.
O <strong>reflexo</strong> é usado para deixar o cabelo com um aspecto natural. A <a href="http://www.dicasdemulher.com.br/diferenca-entre-luzes-mechas-e-reflexos/">técnica</a> consiste em pintar varias mechas pequenas do cabelo com um tom mais claro que o da raiz. O efeito é um cabelo iluminado por total.
Para obter um <a href="http://www.dicasdemulher.com.br/ombre-hair/">efeito degradê nos cabelos</a>, a técnica do <strong>ombré hair</strong> é a mais indicada. O cabelo é clareado em diferentes alturas, com diferentes tamanhos de mechas para deixá-lo o mais natural possível.
As <strong>mechas californianas</strong> também são conhecidas como o cabelo com efeito de praia. A técnica se baseia em clarear os cabelos do meio para as pontas, dando um aspecto de cabelo queimado pelo sol. A <a href="http://www.dicasdemulher.com.br/mechas-californianas/">californiana</a> é indicada para mulheres de cabelos castanhos mais claros ou loiro escuro para que o contraste de cores não seja muito grande.
As <strong>luzes espanholas</strong> servem para aquelas mulheres que querem mudar o visual sem danificar muito os cabelos. A <a href="http://www.dicasdemulher.com.br/luzes-espanholas/">técnica</a> consiste em aplicar a tinta no cabelo com a ajuda de um pente assim a quantidade de produto depositada é menor, agredindo menos os fios e dando um leve toque de brilho.
A técnica das <strong>luzes no cabelo</strong> consiste em puxar os fios com a ajuda de um pende fino ou uma touca própria. As morenas podem fazer <a href="http://www.dicasdemulher.com.br/diferenca-entre-luzes-mechas-e-reflexos/">luzes</a> com um tom mais escuro, já as loiras um tom mais claro.
A <strong>balaiagem</strong> consiste em mechas mais grossas que partem do topo do cabelo até as pontas. A <a href="http://www.dicasdemulher.com.br/balaiagem-nos-cabelos/">técnica</a> é realizada com a ajuda de papel alumínio e pode ser utilizada por mulheres de cabelos de todas as cores, pois ela mistura vários tons de loiro.
A técnica das <strong>mechas no cabelo</strong> consiste em clarear apenas partes isoladas. O efeito é menos sutil e é indicado que a cor da <a href="http://www.dicasdemulher.com.br/diferenca-entre-luzes-mechas-e-reflexos/">mecha</a> não seja muito diferente da raiz para não ficar um contraste muito aparente.

Aprenda a cuidar dos cabelos loiros

Depois de conquistar a cor tão sonhada, os cuidados precisam ser constantes para que os fios continuem bonitos. A dica da hair stylist é hidratar muito, sempre. “Recomendo utilizar produtos para cabelos descoloridos e proteger os fios quando for se expor ao sol, com chapéu e filtro solar. É bom tratar no salão e fazer reconstrução pelo menos uma vez por mês. E a 15 dias, hidratar em casa, com uma boa máscara de tratamento”, finaliza.

Exames obrigatórios para manipuladores de alimentos

EXAMES OBRIGATÓRIOS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS


Manipular alimentos não é uma tarefa tão fácil quanto parece. Afinal, quando se tem um restaurante, transmitir Doenças Transmitidas por Alimentos, as famosas DTAs, aos consumidores pode resultar em um sério problema de saúde pública. Por isso, é de extrema importância ficar atento à saúde de cada funcionário de seu estabelecimento e a melhor maneira disso acontecer é fazer exames periodicamente, pois, somente assim é possível identificar com antecedência qualquer condição inadequada que impeça que o contratado exerça sua devida função.
Além disso, esta é uma maneira de assegura-los e garantir a integridade física de cada um, evitando futuras complicações. Nesta matéria te contaremos quais exames precisam ser realizados pelos os manipuladores de alimentos e sua periodicidade. Continue lendo para descobrir!

O que é PCMSO e PPRA?

O QUE É PCMSO E PPRA?
Os dois programas estão relacionados com a saúde e a segurança das colaboradores. Esses programas são obrigatórios a todas as empresas conforme as legislação do Ministério do Trabalho, NR 7 e NR 9, respectivamente.
O PPRA é o Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais e seu objetivo é localizar riscos existentes de acordo com as atividades realizadas no estabelecimento, e apresentar recursos de controle, ou seja, o PPRA estabelece um sistema de prevenção para garantir a preservação da saúde e, claro, da integridade de cada trabalhador, já que o ambiente de trabalho pode oferecer diversos riscos.
Após a identificação dos riscos conforme as atividades é necessário implementar: o PCMSO, que é o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional e tem a função de identificar quais exames de saúde cada colaborador precisa realizar conforme a função exercida. Todo empregador precisa ficar atento e não deixar de exigir esse controle.
Vale ressaltar que os exames devem ser solicitados por um médico especialista em medicina do trabalho: só ele é capaz de identificar todas as exigências necessárias. Alguns dos exames são: admissionalperiódicoretorno ao trabalhomudança de função e demissional.
Ambos os programas devem ser realizados anualmente, já que eles se complementam. Entenda: o PPRA identifica os riscos existentes e propõe medidas de controle. Já o PCMSO descreve quais exames de saúdes serão necessários par controlar os efeitos dos riscos expostos.
Resumindo: é necessário que os trabalhadores que mantêm contato com alimentos realizem exames médicos e laboratoriais antes de iniciar suas atividades e, periodicamente, após tê-las iniciado. Além disso, exames também devem ser realizados quando o funcionário estiver com suspeita de alguma infecção.

Quais são os exames exigidos pela Anvisa?

QUAIS SÃO OS EXAMES EXIGIDOS PELA ANVISA?
Atualmente, a legislação sanitária municipal, a Portaria 2619/11 recomenda: Os exames de coprocultura e o coproparasitólogico, que devem ser realizados semestralmente para aqueles que manipulem diretamente os alimentos ou participem diretamente da distribuição e oferta de refeições e anualmente para aqueles envolvidos exclusivamente com atividades nas quais os alimentos encontrem-se totalmente embalados.
Os Atestados de Saúde Ocupacional – ASOs com indicação da realização dos exames laboratoriais de coprocultura e coproparasitológico ou cópia destes, devem permanecer no local de trabalho.
A Legislação sanitária Federal, a Resolução RDC 216/04 recomenda: O controle da saúde dos manipuladores deve ser registrado e realizado de acordo com a legislação específica.

Afinal, qual a periodicidade desses exames?

AFINAL, QUAL A PERIODICIDADE DESSES EXAMES?
Vale ressaltar que a periodicidade varia de acordo com cada região. No município de São Paulo é necessário realizar os exames semestralmente, já fora do município é preciso realiza-los anualmente.

O que acontece se não forem realizados?

O QUE ACONTECE SE NÃO FOREM REALIZADOS?
Lembre-se! Segundo a Legislação, o estabelecimento/empresa que obtiver qualquer pendência ou não realizar esses exames obrigatórios em seus funcionários poderá pagar algumas multas e também será autuado junto aos órgãos fiscalizadores. Portanto, não deixe de exigi-los e garanta a proteção do seu negócio!
Você exige esses exames dos seus funcionários? Acredita que eles fazem diferença para a integridade do seu estabelecimento? Nós queremos saber! Não se esqueça de seguir nosso blog para ficar por dentro das principais noticias!
Para maiores orientações, contá-te nos.