TudoSobreTudo

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Vídeo de alpinista registra pânico no Everest durante o terremoto


Terremoto de magnitude 7,8 atingiu o país no sábado; outro mais fraco, de 6,7 pontos, foi registrado neste domingo

 
Terremoto de magnitude 7,8 atinge o Nepal e provoca mortes na Índia e na China
Foto mostra a destruição em um acampamento no monte Everest depois da avalanche desencadeada pelo forte terremoto que atingiu o Nepal - 25/04/2015(Azim Afif/AP)
Um vídeo postado no YouTube pelo alpinista alemão Jost Kobusch registra os momentos de pânico que sucederam o terremoto que atingiu o Nepal no sábado. Kobusch estava na na base do Monte Everest, acampado com outros alpinistas, quando uma avalanche atingiu o local. Até este domingo, as autoridades do Nepal contabilizaram 2.500 mortos após o terremoto de magnitude 7,8 que atingiu o país. Neste domingo, outro tremor atingiu o local, porém, em menor magnitude: 6,7.
Mais de 1.100 pessoas estavam no Vale do Katmandu, um lugar que reúne as características das civilizações antigas da Ásia e também a pujança econômica da nação himalaia de 28 milhões de pessoas. Helicópteros militares indianos levaram alguns feridos para hospitais locais, mas funcionários do governo disseram que as operações haviam sido atrapalhadas pela chuva, névoa e tremores posteriores. Com milhares de pessoas dormindo a céu aberto, sem energia elétrica e água, e com previsão de chuva, há temores de um desastre humanitário ainda maior. Por todo o país, centenas de vilarejos foram deixados à própria sorte.
Devastação - O terremoto de sábado foi o maior a atingir o país em 80 anos. Seu epicentro foi no distrito de Gorkha, cerca de 80 quilômetros a noroeste de Katmandu, de acordo com o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). As estradas para essa região foram bloqueadas por deslizamentos, dificultando o trabalho de equipes de resgate, que estão caminhando pela montanha para chegar às vilas mais remotas.
No centro da capital, Katmandu, vários edifícios desabaram, incluindo templos e minaretes. Entre eles, estava a torre de nove andares conhecida como Dharahara Tower, um dos marcos de Katmandu, construída pelos governantes reais do Nepal e reconhecida pela Unesco como patrimônio histórico.
O terremoto foi tão forte que pôde ser sentido em partes da Índia, Bangladesh, Paquistão e na região do Tibete, na China. Ele também desencadeou uma avalanche no Monte Everest, que atingiu acampamento na base da montanha. Pelo menos 17 pessoas morreram e 61 ficaram feridas como resultado dos deslizamentos, entre eles o executivo do Google Dan Fredinburg.

Nenhum comentário:

Postar um comentário