TudoSobreTudo

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

PF desbarata fraude em financiamentos de imóveis da Caixa no Maranhão

Bancos

Polícia Federal cumpre 44 mandados judiciais em esquema que movimentou mais de R$ 500 milhões

Escritórios de atendimento de empresas investigadas foram montados dentro de agências bancárias
Escritórios de atendimento de empresas investigadas foram montados dentro de agências bancárias (Agência O Globo/VEJA)
A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta segunda-feira a Operação Cartago, que desbaratou um esquema fraudulento de financiamentos de imóveis da Caixa Econômica Federal, no Maranhão, que movimentou mais de 500 milhões de reais. De acordo com a PF, 121 policiais federais participaram da operação e 44 mandados judiciais foram cumpridos, sendo dezenove de busca e apreensão, dezoito de condução coercitiva (quando o investigado é conduzido para prestar depoimento e é liberado), e sete de comunicações de suspensão do cargo público.
A investigação concluiu que empregados da Caixa criaram empresas fictícias em nome de parentes, que passaram a ser contratadas pelo banco para prestar serviços como correspondentes bancários imobiliários. Os contratos mencionavam essas empresas como intermediárias, o que rendia o pagamento indevido de comissões.
Ainda segundo a PF, foram montados escritórios de atendimento dentro de agências bancárias, onde eram usados computadores, mesas e cadeiras da instituição financeira. Os empregados dessas empresas chegaram a ter acessos a senhas restritas aos empregados da Caixa.
Os envolvidos no esquema criminoso responderão pelos crimes de gestão fraudulenta, estelionato, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, advocacia administrativa, violação de sigilo funcional, inserção de dados falsos e sonegação fiscal. O nome da operação é uma referência à queda da cidade de Cartago, durante as Guerras Púnicas, em 146 a.C. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário