TudoSobreTudo

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Gastando demais? Saiba quais despesas você tem e não precisaria

É possível cortar despesas do orçamento doméstico que, com um pouco mais de atenção do consumidor, sequer existiriam

Mesmo mais endividado e com a renda mais achatada, o consumidor ainda presta pouca atenção nos gastos considerados desnecessários e despesas em dobro na contratação de algum serviço ou na compra de um produto. A avaliação é de especialistas dos três principais órgãos de defesa do consumidor do país –  Fundação Procon SP, Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) e ProTeste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) –, além de economistas e consultores.
Como eliminar despesas que você poderia sequer ter? A dica é rever seus gastos antes de fazer uma viagem, adquirir um imóvel ou aderir a um plano de celular. Em algumas situações, o consumidor pode ter até gastos duplos em seu orçamento.
“Como não pagar duas vezes pelo mesmo serviço? Se o consumidor prestar atenção às inúmeras ofertas de serviços e cobranças feitas no dia a dia, vai notar despesas desnecessárias. Olhar a fatura de cartões que possui, ver taxas incluídas e comparar com outros serviços já contratados é fundamental”, diz a advogada Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da ProTeste .
A economista Ione Amorim, do Idec, tem a mesma avaliação. “Quando se acompanha de perto as despesas, fica mais fácil identificar onde se gasta demais e de forma desnecessária”, afirma. No site do instituto, é possível baixar uma planilha para acompanhar e planejar o orçamento doméstico.
Organizar as contas ajuda não só a economizar, mas também a adotar hábitos de consumo consciente, diz o economista Nicola Tingas, da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento “Acrefi). “Fazer um planejamento prévio e buscar e alternativas para comparar com antecedência os gastos futuros pode resultar em melhor uso não só de tempo e dinheiro, mas trazer maior satisfação com o que a pessoa irá fazer, consumir ou vivenciar por meio do gasto do orçamento”, afirma.

A seguir, as doze principais despesas desnecessárias apontadas pelos especialistas consultados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário