TudoSobreTudo

terça-feira, 21 de julho de 2015

Cunha vai a Lewandowski pedir decisão contra Moro


Presidente da Câmara foi recebido nesta terça-feira pelo presidente do STF; peemedebista quer que Sérgio Moro seja afastado de inquérito

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é recebido por jornalistas ao chegar na Câmara na noite desta segunda-feira (20)
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é recebido por jornalistas ao chegar na Câmara na noite desta segunda-feira (20)(Pedro Ladeira/Folhapress)
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reuniu-se nesta terça-feira com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, para pedir celeridade na análise do pedido de afastamento do juiz Sérgio Moro do inquérito que investiga a denúncia de pagamento de propina ao peemedebista.
Eduardo Cunha argumenta que Sérgio Moro descumpriu suas prerrogativas e induziu o delator Júlio Camargo, lobista da Toyo Setal, a acusá-lo. A defesa de Cunha alega que o juiz não poderia ter ouvido o lobista sobre uma acusação que envolve um detentor de foro privilegiado, como o presidente da Câmara.
Eduardo Cunha não quis falar sobre a reunião com Lewandowski: terceirizou a missão ao seu advogado, Antôno Fernando de Souza. Ao site de VEJA, o defensor do peemedebista disse que a reunião serviu para "esclarecer alguns aspectos" sobre a ação que propõe remeter o processo para o STF.
Antônio Fernando protocolou nesta terça-feira uma petição cobrando celeridade na análise do caso. Mais cedo, Lewandowski havia pedido que Sérgio Moro se pronunciasse sobre a reclamação de Cunha, o que é um procedimento padrão nesses casos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário