TudoSobreTudo

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Enteada de Picasso acusa marchand francês de roubo de obras do pintor










Pablo Picasso – Nu, folhas e busto, 1932. A obra retrata a musa Marie-Thérèse Walter
Pablo Picasso – Nu, folhas e busto, 1932. A obra retrata a musa Marie-Thérèse Walter(Reprodução/VEJA)
A justiça francesa abriu uma investigação sobre o marchand Olivier Thomas, de Paris, acusado por uma enteada de Pablo Picasso de ter roubado quadros do artista. Catherine Hutin-Blay, que é filha da segunda mulher do pintor, Jacqueline Roque, ajuizou a ação em março, afirmando ter confiado a Thomas obras que deveriam ser guardadas na região de Paris, e depois ter visto essas mesmas obras em fotos da coleção do empresário russo Dmitry Rybolovlev, que reside em Mônaco e que preside o clube de futebol AS Monaco.
O promotor de Paris abriu um inquérito no último 23 de março sob a acusação de "roubo", "ocultação de roubo" e "fraude", segundo fontes ouvidas pelo jornal britânico The Telegraph. Como parte da investigação, Olivier Thomas foi detido para interrogatório na segunda-feira, e nesta quarta continuava sob custódia da polícia em Paris. A polícia também realizou buscas na empresa com sede em Paris Art Transit International. "Esperamos que as operações em curso permitam esclarecer o caso", declarou Anne-Sophie, Nardon, advogada da enteada de Picasso.
Catherine viu os quadros em fotos publicadas pela imprensa com artigos sobre os litígios entre Rybolovlev e outro marchand, Yves Bouvier. O primeiro acusa o segundo de ter mentido sobre o preço de compra de vários quadros para ficar com uma comissão maior do que a declarada. No final de fevereiro, Bouvier foi acusado de "fraude" por esse caso.

As obras de arte mais caras de artistas já leiloadas

'As Mulheres de Argel (Versão 'O')'

'As Mulheres de Argel (Versão 'O')'



A pintura do espanhol Pablo Picasso de 1955 foi arrematada por 179,36 milhões de dólares no dia 11 de maio de 2015 em leilão feito em Nova York, EUA, na casa de leilão Christie's. Em menos de onze minutos, os lances feitos superaram os 140 milhões de dólares esperados pela casa.

'Três Estudos sobre Lucian Freud'

'Três Estudos sobre Lucian Freud'



O tríptico do pintor britânico Francis Bacon (1909-1992) se tornou a obra de arte mais cara já vendida no planeta, em 12 de novembro de 2013. A obra, de 1969, foi leiloada na Christie's, em Nova York, pelo preço recorde de 142,4 milhões de dólares após seis minutos de intensa disputa, com lances ao vivo e por telefone.

'O Grito'


'O Grito'


O quadro O Grito (1895), do norueguês Edvard Munch, é a terceira obra mais cara já negociada em um leilão. Foi arrematada por 119,9 milhões de dólares em 2012, na Sotheby's, em Nova York, pelo milionário americano Leon Black, fundador do fundo de investimento Apollo Management.

'Nu, Folhas Verdes e Busto'

'Nu, Folhas Verdes e Busto'

Nu, Folhas Verdes e Busto (1932), do espanhol Pablo Picasso, foi arrematado por 106,5 milhões de dólares em leilão da Christie's. A casa de Nova York travou disputa com a Sotheby's, casa de leilão de Londres, para leiloar a obra.
'Silver Car Crash (Double Disaster)'

'Silver Car Crash (Double Disaster)'

Silver Car Crash (Double Disaster), do guru da pop art Andy Warhol, foi leiloada na casa Sotheby's por 105,4 milhões de dólares, se tornando a obra mais cara do artista americano.
'Menino com Cachimbo'

'Menino com Cachimbo'

Menino com Cachimbo (1905), também de Picasso, foi leiloado pela Sotheby's em 2004 por 104,2 milhões de dólares. À época, o pintor espanhol tinha acabado de se instalar em Paris. Não há confirmação, mas especula-se que Guido Barilla, italiano dono da companhia de comida Barilla, foi quem arrematou a obra.
'Dora Maar com Gato'

'Dora Maar com Gato'

A obra Dora Maar com Gato (1941), de Picasso, foi leiloada em 2006 pela Sotheby's e arrematada por 95,2 milhões de dólares. O anônimo comprador desta obra enviou um emissário russo à Londres, onde fica a casa de leilão, ainda adquiriu mais duas obras, uma de Claude Monet e outra de Marc Chagall.
'Retrato de Adele Bloch-Bauer II'

'Retrato de Adele Bloch-Bauer II'

Do austríaco Gustav Klimt, Retrato de Adele Bloch-Bauer II (1912) foi comprado por 87,8 milhões de dólares em leilão da Christie's em 2006, depois de uma batalha jurídica envolvendo a Galeria Austríaca Belvederem e os descendentes da retratada Adele Bloch-Bauer, que ganharam a disputa.
'Orange, Red, Yellow'

'Orange, Red, Yellow'

A obra Orange, Red, Yellow do russo Mark Rothko foi leiloada em maio de 2012 por 86,9 milhões de dólares. O quadro era a principal atração do acervo do colecionador David Pincus, arrematada pela Christie's.
'Triptych'

'Triptych'

O tríptico de Francis Bacon é uma das únicas obras feitas no pós guerra na lista das mais caras já leiloadas. O quadro de 1976 foi comprado por 86,3 milhões de dólares em 2008, na Sotheby's.
'Retrato de Dr. Gachet'

'Retrato de Dr. Gachet'

Do holandês Vincent Van Gogh, Retrato de Dr. Gachet (1890), saiu por 82,5 milhões de dólares em um leilão organizado pela Christie's em 1990. De início, Van Gogh não gostou do Dr. Gachet, contratado para cuidar do pintor pouco antes de sua morte. Porém, ele mudou de ideia sobre o médico e passou a considerá-lo como um irmão.
'O Lago das Ninfeias'

'O Lago das Ninfeias'

O quadro O Lago das Ninfeias (1919), de Claude Monet, foi vendido por 80,6 milhões de dólares em leilão realizado em 2008 pela Sotheby's.
'O Baile no Moulin de la Galette'

'O Baile no Moulin de la Galette'

O artista francês Pierre-Auguste Renoir pintou duas versões da obra de 1876: uma grande, de 131 cm por 175 cm, e uma menor, de 78 cm por 114 cm. A maior está em Paris, França, no Museu d’Orsay, enquanto a menor foi leiloada em maio de 1990 pela viúva de John Hay Whitney – embaixador dos EUA no Reino Unido e ex-presidente do Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York – a Ryoei Saito por 78,1 milhões de dólares.
'O Massacre dos Inocentes'

'O Massacre dos Inocentes'

O Massacre dos Inocentes, de Peter Paul Rubens, é considerada uma das maiores zebras do mercado dos leilões de arte. A tela teve o preço estimado em 5 milhões de libras e acabou arrematada, em 2002, por 76,7 milhões de dólares, na Christies.
'White Center'

'White Center'

O quadro White Center (Yellow, Pink and Lavender on Rose), feito pelo russo Mark Rothko em 1950 foi leiloada por 72.8 milhões de dólares, em 2007.
'Retrato do Artista sem Barba'

'Retrato do Artista sem Barba'

Retrato do Artista sem Barba (1889), de Van Gogh, foi arrematado por 71,5 milhões de dólares em 1998 em um leilão da Christie's.
'La Belle Romaine'

'La Belle Romaine'

La Belle Romaine é o quadro de Amedeo Modigliani mais caro já leiloado. A tela de 1917 foi arrematada por 68,9 milhões de dólares em 2010.
'Jarro, Cortina e Fruteira'

'Jarro, Cortina e Fruteira'

A tela Jarro, Cortina e Fruteira (1893), de Paul Cezanne, foi vendida por 60,5 milhões de dólares em leilão realizado em 1999.
'L'Allée des Alyscamps'

'L'Allée des Alyscamps'

A obra do holandês Vincent Van Gogh foi leiloada por 66 milhões de dólares no início de maio de 2015 na casa de leilão Sotheby's de Noya York, EUA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário