TudoSobreTudo

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Funcionário do correio entregando propaganda da Dilma



Carteiro em ação: funcionário do Brasil ou do PT?
Nos últimos anos, a expressão “aparelhamento do Estado” passou a frequentar as conversas dos brasileiros interessados em política.
Hoje, já sabemos muito sobre o uso político da Petrobras e de outras estatais, e os prejuizos causados aos aposentados que dependem de fundos de pensão quando estes são usados no balcão de negócios da politicagem.
Mas talvez nenhuma imagem sintetize melhor o tema do que os 29 segundos do vídeo abaixo, gravado, aparentemente, por um cidadão comum no que parece ser uma cidade do interior do Brasil. As mesmas cidades pequenas onde a Presidente Dilma lidera as pesquisas. O vídeo mostra um funcionário dos Correios, em horário de trabalho, distribuindo propaganda da campanha oficial.
É possível que a campanha da Presidente Dilma tenha pagado pela entrega destes panfletos, mas depois que o Estadão mostrou que nem sempre isto está claro, talvez o Ministério Público e a Polícia Federal se interessem pelo assunto.
Os Correios são controlados pelo PT desde 2010, quando Dilma nomeou o sindicalista Wagner Pinheiro, filiado ao PT do Rio de Janeiro, para a presidência da empresa. Pinheiro é ex-presidente da Petros, o fundo de pensão dos funcionários da Petrobras.
A três dias da eleição, o vídeo é um lembrete de que, se a separação entre Governo, Estado e campanha for prostituída, até o carteiro vai acabar trabalhando para o cafetão.


http://veja.abril.com.br/blog/mercados/mercado-de-ideias/carteiro-em-acao-funcionario-do-brasil-ou-do-pt/

Nenhum comentário:

Postar um comentário