TudoSobreTudo

domingo, 19 de outubro de 2014

Delator: Gleisi leva petroinjeção de R$ 1 milhão

Josias de Souza



José Cruz/ABr
Logo que deixou a Casa Civil da Presidência para retomar o mandato de senadora, Gleisi Hoffmann guerreou com disposição inumana contra a instalação das CPIs requeridas pela oposição para esquadrinhar os negócios da Petrobras.
Em sua delação premiada, o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa revelou, por assim dizer, que a senadora petista também está sujeita à condição humana. Carrega na escrituração de sua campanha para o Senado em 2010 uma petroinjeçao de R$ 1 milhão.


Suposto portador do mimo, o marido de Gleisi, o ministro petista Paulo Bernardo (Comunicações), tomou distância: “Chance zero de Alberto Youssef pedir para fazer uma doação para Gleisi. Ele não a conhece e não me conhece. A troco de quê vai fazer isso?'' É justamente o que a Procuradoria e a Polícia Federal estão tentando responder: a troco de quê?

Nenhum comentário:

Postar um comentário